Mulher Anima no Dia Internacional da Animação 2021

Mulher Anima no Dia Internacional da Animação 2021

Animadoras brasileiras são celebradas no Dia Internacional da Animação 2021

Mostra de curtas de animação disponíveis online terá participação de animadoras de todas as regiões do Brasil em sua 18ª edição.

Para celebrar o trabalho das mulheres realizadoras que fazem parte da história da animação brasileira, o projeto Mulher Anima, o Núcleo de Cinema de Animação de Campinas e a Diálogos Produções Culturais apresentam uma mostra especial que fará parte da programação do Dia Internacional da Animação (DIA) entre os dias 25 e 29 de outubro.

No dia 25 de outubro, às 19h30, em uma transmissão ao vivo no canal do YouTube do projeto Mulher Anima, será lançado o filme “Uma Mão Anima a Outra”: um curta-metragem animado, coletivo e autoral, realizado remotamente entre os meses de março e outubro de 2021 com participação de animadoras de todas as regiões do Brasil, especialmente para celebrar o legado das mulheres na história da animação no nosso país.

As diretoras estreantes que assinam a animação coletiva são: Beatriz Belo, da região Norte; Denise Cunha, do Nordeste; Leuí Abreu, do Centro-oeste; Mariana Fogo, do Sudeste; e Paula Abril Marinho, da região Sul. Elas criaram sequências animadas para aclamar as artistas pioneiras em suas respectivas regiões, que também terão curtas-metragens incluídos na mostra.

O curta contou com o trabalho voluntário dos produtores Carla Schneider, Janice Castro, Patrícia Lindoso e Maurício Squarisi, além da montadora Débora Castro. O Centro Técnico Audiovisual – CTAv foi outro grande colaborador do projeto: além de ter apoiado a produção de vários dos filmes realizados pelas celebradas desde a década de 1980, apoiou esse evento restaurando e digitalizando algumas obras das celebradas especialmente para essa exibição.

Confira o teaser de “Uma Mão Anima a Outra”: https://youtu.be/Lc0rgt4sIUA

Sobre as celebradas:

Na região Norte – Fernanda e Flávia Alfinito, irmãs que são de Belém, no estado do Pará. Ao se mudar para o Rio de Janeiro, Flávia trabalhou com teatro de animação com bonecos e se aproximou também do cinema. Durante a década de 1990 as irmãs trabalharam juntas na realização de curtas-metragens, videoclipes musicais e animações que utilizam especialmente a técnica de stop motion e massa de modelar. Em 1998 e 1999, através da Osga Produções, produziram o Festival Internacional de Cinema na Amazônia.

No Nordeste – Voltando o olhar para Pernambuco, estado que abriga o Museu de Cinema e Animação Lula Gonzaga, Silvana Delácio faz parte dessa história. No final dos anos 1970 e início dos anos 1980, Silvana foi roteirista em curtas-metragens de animação dirigidos por Lula Gonzaga. Junto dele, coordenou o 1º Encontro Nacional de Cinema de Animação, realizado em Olinda em 1987. Participou também de oficinas com método OCA em dezenas de escolas públicas com criação e roteiro em projetos pedagógicos de filmes de desenho animado, participando da formação das futuras gerações de animadores da região.

No Centro-oeste – Márcia Deretti é sócia-fundadora da MMarte Produções, dedicando-se a diversos ramos da produção cultural, eventos e edição de livros também na área de cinema, literatura e quadrinhos. Criou em 2009 a Escola Goiana de Desenho Animado (EGDA), projeto de formação na técnica de cinema de animação 2D. Vive em Goiânia há 14 anos e assina a direção de animações desde 2011. Atualmente, dirige e produz dois curtas-metragens e prepara o lançamento de novas HQs e livros sobre cinema.

No Sudeste – Helena Lustosa é atriz, artista plástica, cineasta e atua em diversas áreas do fazer artístico. Produziu animações, sempre exaltando a expressão feminina, linguagem experimental e poesia, especialmente nos curtas-metragens que foram realizadas entre as décadas de 1980 e 1990 no Rio de Janeiro, utilizando também a estrutura disponibilizada pelo CTAv.

No Sul – Elizabeth, Ingrid e Rosane Wagner formam o coletivo “Irmãos Wagner”, junto de seu irmão Helmuth Jr. Em Curitiba, no estado do Paraná, entre 1977 e 1992, produziram curtas-metragens, especialmente animações, em Super-8, 16mm e 35mm, apresentando uma ampla gama de gêneros, técnicas e temas, abordando a história e as expressões culturais brasileiras de diversas formas.

Filmes das animadoras celebradas na programação do DIA:

Ensaios (1977) – Irmãos Wagner

Pudim de Morango (1979) – Irmãos Wagner

A Saga da Asa Branca (1979) – Roteiro: Silvana Delácio; Direção: Lula Gonzaga

Gineceu (1986) – Helena Lustosa

Mademoiselle Cinema (1995) – Helena Lustosa

Ninó (1997) – Flávia Alfinito

O Bicho (2005) – Flávia Alfinito

Arqué (2016) – Direção e coordenação pedagógica: Silvana Delácio

O Evangelho Segundo Tauba e Primal (2018) – Márcia Deretti e Márcio Júnior

Uma Mão Anima Outra (2021) – Beatriz Belo, Denise Cunha, Leuí Abreu, Mariana Fogo e Paula Abril Marinho

SERVIÇO

Evento: Transmissão de estreia da animação coletiva “Uma Mão Anima Outra”, conversa com a equipe do filme e abertura da mostra Mulher Anima no Dia Internacional da Animação

Data: 25 de outubro (segunda-feira) – Horário: 19h30

Onde: Canal no YouTube do projeto Mulher Anima
Material de divulgação: https://drive.google.com/drive/u/1/folders/1-I93hAeJJ2Yq2IKFl2nNDWXwR77oH3XI

Contato: mulheranima@gmail.com

Mais informações: www.mulheranima.pro – www.diadanimacao.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *