Festival de Inverno UFMG traz diversidade de atrações musicais

Texto: Assessoria de Imprensa do 51º Festival de Inverno UFMG

As atividades do Festival de Inverno da UFMG se iniciam hoje, 11 de julho, com uma programação cultural diversificada. E amanhã começa uma série de atrações musicais gratuitas, voltadas para públicos mistos, incluindo shows, concertos, ópera e performances cênico-musicais, além de uma mesa-redonda sobre a memória musical de Belo Horizonte.

Realizado pela Diretoria de Ação Cultural da UFMG, o Festival de Inverno continua até 21 de julho, com uma programação extensa que, além das oficinas e residências, inclui espetáculos teatrais, concertos musicais, shows, palestras e a 1ª Jornada de Estudos sobre Patrimônio Cultural Imaterial. As atrações culturais são gratuitas, exceto algumas sessões de Planetário. A edição de 2019 busca dar visibilidade às políticas da Universidade para a área da cultura, sob o tema Memória: arte e patrimônio.

Confira a agenda de atrações musicais para o período:

12 de julho – sexta-feira

10h – Sociedade Orquestra e Banda Ramalho
Uma das mais antigas orquestras de Minas Gerais realiza um concerto nas janelas do Museu Casa Padre Toledo, em Tiradentes. Gratuito.

11h30 – Tempera Viola
Pelo projeto Poente Cultural UFMG, o trio relembra cantigas das décadas de 80 e 90, no jardim interno do Museu Casa Padre Toledo, em Tiradentes. Gratuito.

19h – Sociedade Orquestra e Banda Ramalho
Em frente ao Sobrado Quatro Cantos, em Tiradentes, uma das mais antigas orquestras de Minas Gerais entoa melodias populares. Gratuito.

13 de julho – sábado

11h – Free Jazz Quarteto
O multi-instrumentista Vinícius Mendes, idealizador do projeto NAU, e convidados realizam um concerto de improvisação livre no hall superior do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

17h – Coral Vozes de Campanhã
Pelo projeto Multiverso UFMG, o coral formado por mulheres negras que integram a Irmandade Nossa Senhora do Rosário, de Justinópolis, resgata a tradição do congado mineiro no Espaço do Conhecimento UFMG. Gratuito.

14 de julho – domingo

19h – Trio Corrente
Vencedor do Grammy na categoria de álbum de jazz latino, o grupo é considerado uma das formações instrumentais de destaque do país. O concerto será no Conservatório UFMG, dentro da solenidade oficial de abertura do 51º Festival de Inverno da UFMG. Entrada gratuita mediante retirada de senha uma hora antes do evento.

15 de julho – segunda-feira

20h – Mamour Ba – Performance vivência rítmica
O percussionista, compositor, arranjador e multi-instrumentista senegalês, Mamour Ba, mostra um trabalho totalmente autoral, com composições marcadas pela influência dos ritos e ritmos tradicionais do Senegal, com pitadas de jazz e improvisação, no auditório do Conservatório UFMG. Gratuito.

16 de julho – terça-feira

18h – Domingos Alves Corrêa e Joaci Ornelas – Apresentação de viola
Recital de viola caipira com o mestre Domingos Alves Corrêa e o músico Joaci Ornelas. O encontro dos violeiros resgata a tradição da viola caipira, presente nas tradições culturais das comunidades rurais do estado. Pátio interno do Conservatório UFMG. Gratuito.

17 de julho – quarta-feira

16h ‒ Apresentação do Centro de Memória do Conservatório UFMG e mesa Memória musical da cidade
Profissionais com diferentes visões e experiências dentro do cenário musical de Belo Horizonte compartilham seus conhecimentos e histórias para, juntos, traçarem um pouco do que é a memória musical da cidade. Convidados: Berenice Menegale, Lincoln Andrade, Mauro Rodrigues e Elias Santos. Mediador: Fernando Rocha. Miniauditório do Conservatório UFMG. Gratuito.

18h15 – Concerto comentado 1 – Apreciação de música eletroacústica
Primeiro de três concertos comentados e direcionados à apreciação de música eletroacústica, por meio da apresentação e exibição de obras clássicas e contemporâneas. Sala 3 do Conservatório UFMG. Gratuito.

20h – Performance Árias e trechos instrumentais da Ópera Tiradentes, de Manoel Joaquim de Macedo (1845–1925)
Esse drama musical narra a história da Inconfidência Mineira e a performance será realizada por pianistas, cantores, alunos e professores da Escola de Música da UFMG, precedida de uma mini palestra com a professora Patrícia Valadão. Auditório do Conservatório UFMG. Gratuito.

18 de julho – quinta-feira

18h15 – Concerto comentado 2 – Apreciação de música eletroacústica
Segundo de três concertos comentados e direcionados à apreciação de música eletroacústica, por meio da apresentação e exibição de obras clássicas e contemporâneas. Sala 3 do Conservatório UFMG. Gratuito.

20h – Damián Rodríguez Kees – Concerto Teatro Musical Contemporâneo
O pianista argentino Damián Kees, reconhecido pelo seu trabalho como compositor, instrumentista e performer, utiliza uma linguagem pessoal com a qual tem apresentado seus trabalhos e composições em concertos e festivais de vários países da Europa e América. Hall superior do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

20h – Quinteto Villa-Lobos
Criado em 1962, o Quinteto apresenta um concerto de música de câmara brasileira, ao mesmo tempo em que amplia seu repertório por vários gêneros. O grupo já se apresentou em países como Alemanha, França, Jerusalém, Portugal, México, Eslovênia, entre outros. Auditório do Conservatório UFMG. Gratuito. Entrada gratuita mediante retirada de senha uma hora antes do evento.

19 de julho – sexta-feira

18h15 – Concerto comentado 3 – Apreciação de música eletroacústica
Último de três concertos comentados e direcionados à apreciação de música eletroacústica, por meio da apresentação e exibição de obras clássicas e contemporâneas. Sala 3 do Conservatório UFMG. Gratuito.

20h – Rufo Herrera e Otto Hanriot – Bandonéon Concerto
O argentino Rufo Herrera convida Otto Hanriot para um concerto de bandonéon. No repertório, composições de sua autoria, transcrições de obras de J. S. Bach, versões da obra de Astor Piazzolla e outros autores. Auditório do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

20h – Ricardo Aleixo – Leitura-concerto Voco invoca Dadá no tempo da avacalhação
Concebida e regida pelo poeta-músico Ricardo Aleixo, a apresentação reúne poemas sonoros produzidos por artistas ligados ao movimento dadaísta. Pátio do Conservatório UFMG. Gratuito.

O Festival encerra as atividades integrando a programação da Virada Cultural de BH, nos dias 20 e 21.

20 de julho – sábado

20h – Ars Nova – Concerto de 2 em 2: um breve passeio pela história da música coral
O Coral da UFMG fará um breve passeio pela história da música, mostrando a diversidade e a qualidade do canto coral. Auditório do Conservatório UFMG. Gratuito.

20h – Dona Jandira – Show em Homenagem a Clara Nunes
Acompanhada da banda, Dona Jandira sobe ao palco para prestar uma homenagem a uma das maiores intérpretes da música brasileira: Clara Nunes. Auditório do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

21h30 ‒ Performance Quartas de Improviso
Matthias Koole e Henrique Iwao convidam Marina Cyrino e 1mpar para uma noite de improvisação livre. Os músicos-artistas trabalham no limiar entre música e artes visuais. Pátio do Conservatório UFMG. Gratuito.

Os shows de encerramento do 51º Festival de Inverno UFMG – Choro do Jura e Velha Guarda do Samba de BH – terão distribuição de senhas 30 minutos antes da primeira apresentação.

21 de julho – domingo

11h – Choro do Jura
Considerado um dos expoentes do choro em Belo Horizonte, o grupo irá apresentar um repertório que inclui composições próprias, músicas de outros artistas e clássicos, como Pixinguinha e Jacob do Bandolim. Pátio do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

13h30 – Velha Guarda do Samba de BH
Com repertório rico em referências culturais, o show representa o samba mineiro como verdadeiro patrimônio imaterial da humanidade. O grupo reúne personalidades importantes da história do samba de Belo Horizonte e região.

Acompanhe a página do Festival de Inverno da UFMG e fique por dentro da programação completa: https://www.ufmg.br/festivaldeinverno/

Redes Sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/festivalufmg/

Instagram: https://www.instagram.com/festival_ufmg/

Serviço:

51º Festival de Inverno UFMG

11 a 21 de julho


Locais: Centro Cultural UFMG (Av. Santos Dumont, 174 – Centro), Conservatório UFMG (Av. Afonso Pena, 1534 – Centro), Espaço do Conhecimento UFMG (Praça da
Liberdade, 700 – Funcionários) e Campus Cultural UFMG em Tiradentes.

Realização: Diretoria de Ação Cultural da UFMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *