Espaço do Conhecimento UFMG promove atividades on-line voltadas para a comunidade surda e para o ensino da Língua de Sinais

Texto: Comunicação Institucional do Espaço do Conhecimento UFMG

O Espaço do Conhecimento UFMG vem realizando, desde 2015, uma série de ações para entreter, engajar e compartilhar saberes com visitantes surdos ou interessados na Língua Brasileira de Sinais (Libras). São oficinas, contação de histórias e mediações realizadas todo sábado, dentro da programação do Núcleo de Ações Educativas e Acessibilidade do museu.

Com os protocolos de distanciamento social adotados em função da pandemia do novo coronavírus, os encontros presenciais foram temporariamente suspensos. Para evitar a interrupção do projeto, o Espaço do Conhecimento UFMG passou a realizar, desde o dia 28 de março, o Sábado com Libras Virtual, no Instagram, Facebook e Twitter. Por essas redes sociais, os internautas podem assistir à atriz e intérprete Dinalva Andrade contando histórias sobre as Cosmogonias, conteúdo que integra a exposição de longa duração do museu, Demasiado Humano, além de vídeos ensinando o alfabeto em Libras e termos como os verbos, os planetas e os signos.

O Espaço do Conhecimento UFMG estimula a construção de um olhar crítico acerca da produção de saberes. Sua programação diversificada inclui exposições, cursos, oficinas e debates. Integrante do Circuito Liberdade, o museu é fruto da parceria entre a UFMG e o Governo de Minas. O Espaço está subordinado à Diretoria de Ação Cultural (DAC) da Universidade, é amparado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura e conta com patrocínio do Instituto Unimed-BH.

Sábado com Libras Virtual 

Quando: sempre aos sábados

Classificação: livre

Onde:
Facebook: facebook.com/espacodoconhecimentoufmg
Twitter: twitter.com/espacoufmg
Instagram: instagram.com/espacoufmg

Museu virtual! Espaço do Conhecimento UFMG lança série de ações educativas e culturais para período de distanciamento social

Texto: Comunicação Institucional do Espaço do Conhecimento UFMG 

Se agora você não pode ir até o Espaço do Conhecimento UFMG, o museu vai até você! O Espaço está temporariamente fechado para visitação, em função da pandemia de Covid-19, mas as portas continuam abertas no ambiente virtual! Além dos conteúdos informativos e educativos publicados diariamente no Facebook, Twitter e Instagram, o museu lançou novos projetos e intensificou a produção de conteúdo para o site e o canal no Spotify. Confira as ações pensadas para o período de distanciamento social e divirta-se conosco em casa!

Gincana do Conhecimento – Voltada para todos os públicos, especialmente crianças e adolescentes, a gincana acontece de segunda a sexta-feira, no Instagram do Espaço do Conhecimento UFMG (@espacoufmg). A brincadeira virtual traz uma série de atividades, perguntas, desafios e tutoriais de brincadeiras que podem ser realizadas a distância. A cada sexta-feira, um concurso cultural premia o internauta que melhor responder à proposta daquela semana com brindes especiais do museu, que serão entregues após a reabertura.

Sábado com Libras – A ação, que acontece desde 2015, ganhou uma versão virtual. Serão publicados todos os sábados, no Facebook e Instagram do museu, vídeos gravados pela atriz e intérprete Dinalva Andrade, voltados para aqueles que se comunicam em Língua Brasileira de Sinais (Libras) ou que desejam aprender mais sobre a língua. Serão duas séries de vídeos: Cosmogonias em Libras, com conteúdos que fazem parte da exposição de longa duração do museu, Demasiado Humano, e Vocabulário em Libras, na qual serão ensinados o alfabeto em língua de sinais, além de palavras e expressões interessantes. Todos os vídeos serão disponibilizados em nosso site.

Clube do Livro Guimarães Rosa – Quem gosta de literatura brasileira não ficará de fora! A partir de 8 abril, as quartas-feiras serão preenchidas pelo estudo de obras do escritor mineiro João Guimarães Rosa. As reuniões do Clube do Livro serão on-line, das 17h às 19h, com a mediação da professora Claudia Campos Soares, da Faculdade de Letras da UFMG. Os participantes vão trocar ideias sobre um conjunto de novelas e contos do autor, ao longo do semestre. A participação é gratuita, mas as vagas são limitadas. É necessário se inscrever pelo site www.ufmg.br/espacodoconhecimento/clubedolivro. Os inscritos receberão o link de acesso por e-mail.

Blog do Espaço – O Blog do Espaço do Conhecimento UFMG já é super querido pelos amantes das ciências. A partir de abril, a periodicidade de publicações será ampliada, com dois artigos novos por semana, sempre às terças e quintas-feiras. O conteúdo é criado em parceria com os Núcleos de Astronomia e Ações Educativas do museu, e traz muitas curiosidades sobre o mundo em que vivemos.

Pílulas do Conhecimento – O Podcast do Espaço do Conhecimento no Spotify, que normalmente traz um novo episódio a cada semana, também terá sua periodicidade ampliadas para terças e quintas-feiras, a partir de abril. As Pílulas são versões dos textos do Blog do Espaço adaptadas para áudio, para você ouvir onde estiver!

Canal do Espaço no YouTube – Nele, temos uma série de vídeos com contações de histórias, making of de exposições, tutoriais de atividades educativas do nosso Calendário Astronômico e muito mais!

O Espaço do Conhecimento UFMG estimula a construção de um olhar crítico acerca da produção de saberes. Sua programação diversificada inclui exposições, cursos, oficinas e debates. Integrante do Circuito Liberdade, o museu é fruto da parceria entre a UFMG e o Governo de Minas. O Espaço está subordinado à Diretoria de Ação Cultural (DAC) da Universidade, é amparado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura e conta com patrocínio do Instituto Unimed-BH.

Espaço Virtual – atividades on-line do Espaço do Conhecimento UFMG 

Quando: durante todo o período de distanciamento social

Classificação: livre

Onde:
Site: www.ufmg.br/espacodoconhecimento
Facebook: facebook.com/espacodoconhecimentoufmg
Twitter: twitter.com/espacoufmg
Instagram: instagram.com/espacoufmg
Spotify: https://open.spotify.com/show/4Yz02N3TBuQxVJP8Sv9Nsz
YouTube: https://www.youtube.com/user/espacoufmg

Seminário e workshop sobre nano-materiais – Sistemas-nano: pesquisa e aplicação para o patrimônio cultural

27 de março de 2020 – de 9:00 às 17:30
Local: Auditório Álvaro Apocalipse – Escola de Belas Artes/UFMG

Endereço: Avenida Antônio Carlos, 6627. Pampulha. Belo Horizonte, MG

 

Apresentação

 

Nanomateriais apresentam características peculiares que diferem das que conhecemos em materiais com escalas dimensionais superiores. Isso pode resultar no aprimoramento, de forma vantajosa,  das propriedades químicas, elétricas, magnéticas e óticas para inúmeras aplicações.

A revolução das Nanociências teve início há 40 anos. Seu impacto, atualemente, não se restringe mais a inventos isolados mas, em lugar disso, sinaliza para a criação e desenvolvimento de tecnologias totalmente novas, graças à formulação de materiais inteligentes e funcionalizados que muitas vezes exploram a capacidade de auto-organização e auto-estruturação da matéria.

Parece difícil hoje em dia imaginar o mundo da conservação do patrimônio cultural sem a aplicação de materiais e produtos gerados pelas Nanociências.

O programa, organizado pelo projeto Europeu Nanorestart e pela Pinacoteca, tem por objetivo explorar o universo dos nano-sistemas aplicados à conservação do patrimônio cultural, com a organização de um seminário/workshop, focalizado em duas atividades:

 

  • Seminário com a apresentação dos aspectos teóricos, de pesquisa e de implementação dos nano-materiais
  • Workshop prático, em laboratório de restauração, para um reduzido grupo de conservadores/restauradores, selecionados pelos organizadores, em torno de metodologias aplicadas e ao uso de alguns nano-sistemas.

 

Palestrantes

 

  • Piero Baglioni. Chefe do Departamento de Físico-Química, Departamento de Química da Universidade de Florença / CSGI, Itália. Coordenador do Projeto APACHE.
  • Antonio Mirabile. Conservador/Restaurador, Paris, França. Coordenador do grupo de trabalho Dissemination and Communication do Projeto APACHE.

 

Programa

Manhã 9:00 – 12:30 – Seminário aberto ao público; entrada gratuita, não é necessária inscrição prévia

·         9:00 Bethania Reis Veloso (Diretora do Centro de Conservação-Restauração de Bens Culturais-CECOR) e Márcia Almada. Apresentação.·         9:30 Piero Baglioni. Apresentação do projeto APACHE: Active and intelligent PAckaging materials and display cases as a tool for preventive conservation of Cultural Heritage.  ·         10:00  Antonio MIrabile. Apresentação dos primeiros resultados do questionário realizado no âmbito do projeto APACHE sobre riscos, desafios e orientações para a implementação da conservação preventiva ·         10:20     Piero Baglioni.  Gels, emulsões e nano-fluídos: aspectos teóricos ·         10:50     Intervalo·         11:10     Piero Baglioni.  Nanociência e sua contribuição para a conservação do Patrimônio Cultural.

  • 11:40 Antonio Mirabile. O uso de sistemas-nano na conservação de obras de arte em suporte de papel.
  • 12:00 Perguntas e respostas

 

Tarde: 14:00 – 17:20 workshop limitado a 20 participantes. Inscrições prévias pelo email: iluminura1725@gmail.com
Local: Laboratório de Conservação-Restauração de Documentos Gráficos e Fílmicos – LaGrafi/CECOR

  • 14:00 – 17:30 Antonio Mirabile e Piero Baglioni. Introdução prática sobre a aplicação de uma nova geração de gels, emulsões e nano-fluídos em obras de arte em suporte de celulose
  • 15:30 – 15:50 Intervalo

Esse seminário integra o programa de difusão de atividades do Projeto APACHE e todas as atividades são gratuitas.

Organização local: Professora Márcia Almada. Laboratório de Conservação-Restauração de Documentos Gráficos e Fílmicos – LaGrafi/CECOR/EBA/UFMG.

Atividades de Recepção dos Calouros do Primeiro Semestre de 2020

Dia 03/03/2020 (terça-feira) – Escola de Belas Artes – Atividades pela manhã, tarde e noite – Auditório da Escola de Belas Artes

• Manhã:
– 9h – apresentação institucional da Diretoria da EBA
– 9h10min – apresentação da Coordenação do Curso de Artes Visuais – Prof. Rodrigo Borges
– 9h20min – apresentação da Coordenação do Curso de Teatro – Prof. Antonio Hildebrando
– 9h30min – apresentação da Coordenação do Curso de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis – Profa. Maria Alice Honório Sanna
– 9h40min -apresentação da Representação Estudantil – Diretório Acadêmico da EBA
– 9h50min – apresentação dos Sistemas Virtuais da UFMG – Setor de TI da EBA
– 10h – apresentação da Biblioteca da EBA

• Tarde:
– Atividades programadas pelo Diretório Acadêmico da EBA:
– 14h às 15h – visita às dependências do Prédio Sede da EBA e Anexos Cecor, Teatro, Dança, Gravura e Cecor, acompanhados pela Coordenação do Diretório Acadêmico da EBA.
– A partir das15h – outras atividades programadas pelo Diretório Acadêmico da EBA. – Atividade a confirmar

• Noite:
– 19h – apresentação institucional da Diretoria da EBA
– 19h10min – apresentação da Coordenação do Curso de Design de Moda – Profa. Ana Paola dos Reis
– 19h20min – apresentação da Coordenação do Curso de Cinema de Animação e Artes Digitais – Prof. Simón Pedro Brethé
– 19h30min – apresentação dos Representação Estudantil Diretório Acadêmico da EBA–
– 19h40min – apresentação da Sistemas Virtuais da UFMG – Setor de TI da EBA
– 19h50min – apresentação da Biblioteca da EBA

Espaço do Conhecimento UFMG oferece atividades gratuitas no final de semana

Texto: Comunicação Institucional do Espaço do Conhecimento UFMG

No próximo final de semana, dias 7 e 8 de setembro, o Espaço do Conhecimento UFMG oferece diversas opções aos visitantes. No sábado, 7 de setembro, uma oficina promove conhecimentos de desenho através da Língua de Sinais, às 10h. De tarde, às 14h, uma atividade revela a influência da Astronomia na criação da bandeira do Brasil. Em seguida, às 18h15, ocorre um percurso pela exposição Energia em Movimento para abordar a relação entre saberes tradicional e científico. No domingo, 8 de setembro, as crianças dão vida a super-heróis em um divertido jogo, às 15h. As atividades são gratuitas e possuem classificações etárias diversas.

Oficina de Iniciação ao Desenho em Libras
O Espaço do Conhecimento UFMG promove, no sábado, às 10h, a Oficina de Iniciação ao Desenho em Libras, voltada para quem se comunica através da Língua de Sinais. A proposta trará conceitos básicos como luz e sombra, observação e perspectiva. A atividade contará com a presença da atriz e intérprete Dinalva Andrade e será ministrada pelo artista surdo Jessé Barbosa.

A oficina integra a programação do Setembro Azul, promovida pelo Espaço do Conhecimento UFMG. Ao longo de todo o mês, atividades sobre arte e cultura voltadas para todas as idades serão ofertadas gratuitamente no museu.

Astronomia da Bandeira
Há 196 anos, Dom Pedro I proclamava seu famoso grito do Ipiranga, tornando o Brasil um império independente de Portugal. Na passagem para a República, em 1889, o novo regime de governo adotou a bandeira oficial do país, que teve forte influência da Astronomia. Para mostrar como o céu inspirou os criadores do lábaro estrelado, o Espaço do Conhecimento UFMG realiza a atividade Astronomia da Bandeira, que mostrará sua relação com os elementos celestes.

As estrelas da bandeira nacional refletem o céu visto do Rio de Janeiro em 15 de novembro de 1889, dia da proclamação da República. Cada uma delas representa as unidades federativas: os 26 estados e o Distrito Federal. Na atividade, essa história será retomada, trazendo curiosidades sobre a concepção da bandeira. Astronomia da Bandeira acontece no feriado, 7 de setembro, às 14h. A classificação indicativa é livre. É necessário retirar uma senha na recepção.

Caminhos do movimento: ditos populares
Os ditos populares povoam nosso imaginário. “Uma andorinha só não faz verão”, “a curiosidade matou o gato”, “águas passadas não movem moinhos”. Essas e tantas outras expressões estão no nosso vocabulário do dia a dia, mas o que está por trás delas? O Espaço do Conhecimento mostrará a relação entre os saberes populares e a ciência em uma atividade no sábado, às 18h15.

O percurso acontece na exposição Energia em Movimento, uma parceria com a Petrobras. Na atividade Caminhos do movimento: ditos populares, os visitantes vão explorar provérbios em cada seção da mostra. Podem participar pessoas que tenham a partir de 7 anos. Os interessados em participar devem retirar uma senha na recepção do museu.

Fábrica de Superpoderes
Quem nunca se perguntou qual poder gostaria de ter? As crianças adoram fantasiar sobre isso, e o Espaço do Conhecimento UFMG preparou um jogo muito divertido para o domingo. Os super-heróis vão invadir o museu, às 15h, na atividade Fábrica de Superpoderes, que convida as crianças a darem asas à imaginação e criarem personagens com dons especiais.

A garotada usará papéis coloridos, canetinhas, lápis e giz de cera para criar um jogo de cartas sobre os heróis e seus poderes. A atividade é voltada para maiores de 6 anos. Para participar, é necessário retirar uma senha na recepção do museu. A atividade tem duração de uma hora.

A programação do Espaço ainda conta com outras diversas atrações para todas as idades. Oficinas, contações de histórias e percursos pelas exposições prometem agitar o mês de setembro. Para mais informações, acesse o site e confira as redes sociais.

O Espaço do Conhecimento UFMG estimula a construção de um olhar crítico acerca da produção de saberes. Sua programação diversificada inclui exposições, cursos, oficinas e debates. Integrante do Circuito Liberdade, o museu é fruto da parceria entre a UFMG e o Governo de Minas. O Espaço está subordinado à Diretoria de Ação Cultural (DAC) da Universidade, é amparado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura e conta com patrocínio da Unimed-BH, do Instituto Unimed-BH e da Petrobras.

Fim de semana no Espaço do Conhecimento UFMG
Endereço: Praça da Liberdade, 700, Funcionários, BH

Sábado, 7 de setembro
Oficina de Iniciação ao Desenho em Libras
Quando: 10h
Classificação: livre
Em caso de dúvidas, enviar e-mail para libras.conhecimento@gmail.com

Astronomia da Bandeira
Quando: 14h
Classificação: livre

Caminhos do movimento: ditos populares
Quando: 18h15
Classificação: a partir de 7 anos

Domingo, 8 de setembro
Fábrica de Superpoderes
Quando: 15h
Classificação: a partir de 6 anos

Fórum UFMG de Cultura discute políticas culturais universitárias

Texto: Assessoria de Imprensa da UFMG

A Diretoria de Ação Cultural (DAC) da UFMG promoverá, entre os dias 19 e 22 de agosto, no Conservatório UFMG (Av. Afonso Pena, 1.534), a edição 2019 do Fórum UFMG de Cultura. Com o tema Políticas e Gestão Cultural nas Instituições de Ensino Superior (IES), o evento reunirá gestores de diversas Instituições de Ensino Superior (IES) nacionais, além dos convidados internacionais Rubens Bayardo Garcia (Argentina) e Paulo Pires do Vale (Portugal). As palestras e mesas-redondas são abertas a toda a população. As inscrições podem ser feitas gratuitamente pela página da DAC, até o dia 18 de agosto.

Iniciado em 2014, o Fórum UFMG de Cultura realizou diversos encontros com o intuito de estimular e potencializar a formulação de políticas institucionais no âmbito da Universidade. Em 2019, o encontro promove debates em nível internacional e nacional, propiciando a troca de experiências entre gestores, população e comunidade acadêmica. As atividades integram a programação do Encontro Internacional Arte, Cultura e Democracia no Século XXI, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura de Belo Horizonte.

Segundo o diretor de Ação Cultural da UFMG, Fernando Mencarelli, o princípio geral do fórum é o entendimento da cultura como um direito básico do cidadão. Desde a sua criação, pauta-se pela promoção da diversidade cultural, democratização da produção e do acesso à cultura, responsabilidade socioambiental, promoção da interlocução entre múltiplos territórios e cartografias culturais e pela discussão de políticas de fomento.

Programação

No dia 19 de agosto, às 14h, será a abertura do fórum com a presença da reitora da UFMG, Sandra Regina Goulart Almeida, e do diretor de Ação Cultural da Universidade, Fernando Antonio Mencarelli. Em seguida, Antonio Albino Canelas Rubim, professor e pesquisador da Universidade Federal da Bahia, abrirá a rodada de palestras com o tema Universidade, políticas e planos de cultura. A partir das 16h, o pró-reitor de Cultura da Universidade Federal do Cariri, Robson Almeida, ministrará a palestra Universidade cultural: Institucionalizar a cultura nas IES a partir da política e da gestão cultural.

No dia 20 de agosto, haverá a mesa-redonda Políticas e planos de cultura na universidade, com a participação de Alexandre Molina, professor e diretor de Cultura da Universidade Federal de Uberlândia; Jonas Defante, coordenador de Políticas Culturais e Diversidade do Instituto Federal Fluminense, e Patrícia Silva Dorneles, coordenadora do curso de pós-graduação em Acessibilidade Cultural para pessoas com deficiência da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

A agenda do evento no dia 21 de agosto será fechada ao público para abrigar as discussões do Grupo de Trabalho (GT) do Fórum de Gestão Cultural das Instituições de Ensino Superior do Sudeste. O GT visa à formulação dos Planos de Desenvolvimento Institucional e Planos de Cultura das IES e é um desdobramento da articulação nacional de gestores de cultura, por meio do Fórum Nacional de Gestão Cultural das IES (Forcult). A terceira edição do Forcult ocorreu de 31 de julho a 3 de agosto, quando foram debatidos o papel atual da cultura nas instituições, a ampliação do intercâmbio de experiências e as estratégias de fortalecimento das políticas culturais no âmbito acadêmico.

O último dia do fórum, 22 de agosto, contará com dois palestrantes internacionais. O argentino Rubens Bayardo Garcia, diretor da especialização em Gestão Cultural e Políticas Culturais da Universidad Nacional de San Martín, ministrará, às 14h,  a palestra Gestão cultural na universidade pública.

O encerramento do fórum será às 16h, com a palestra Plano Nacional das Artes de Portugal, que prevê abranger todo o universo escolar português no período 2019-2024, ministrada pelo comissário do plano, curador, ensaísta e professor universitário, Paulo Pires do Vale.

Filosofia ilumina discussões sobre pós-verdade em curso da UFMG

Texto: Assessoria de Imprensa da UFMG

Relações entre filosofia, ética, estética e política, conduzidas pelos conceitos de verdade e pós-verdade e à luz de autores como Platão, Aristóteles, Luciano, Hannah Arendt, Adorno e Horkheimer, darão o tom do projeto Filosofia na Praça no segundo semestre deste ano. A iniciativa, desenvolvida pelo Departamento de Filosofia da UFMG, é oferecida em quatro módulos. As aulas serão ministradas sempre às quartas-feiras, das 19h30 às 21h10, no Espaço do Conhecimento UFMG, na Praça da Liberdade. As inscrições estão abertas, e o interessado poderá se matricular em módulos isolados.

No primeiro módulo, Política e verdade. Reflexões com base em Hannah Arendt, o professor Helton Adverse, do Departamento de Filosofia, vai explorar aspectos da relação entre política e verdade com base em dois textos da filósofa alemã: Verdade e política e Mentira na política. As aulas serão ministradas nas noites dos dias 7, 14, 21 e 28 de agosto.

Docente do mesmo departamento, Ernesto Perini vai conduzir o segundo módulo, Algumas ferramentas conceituais para se compreender a pós-verdade, nas quatro quartas-feiras de setembro (4, 11, 18 e 25). As discussões partem do princípio de que o próprio termo pós-verdade revela uma maior aceitação no espaço público de afirmações claramente falsas, o que indica que algo de novo na percepção de mundo parece mesmo ser capturado por essa expressão.

Retórica e Indústria Cultural

Retórica, verdade e verossimilhança em Platão, Aristóteles e Luciano é o tema do terceiro módulo, que será ministrado em outubro (2,9,16 e 23) pelos professores Maria Cecília de Miranda Coelho, da Filosofia, e Jacyntho Lins Brandão, da Faculdade de Letras. Em um primeiro momento, serão apresentadas as críticas de Platão à retórica, de acordo com o modo como o filósofo grego entendia que ela era praticada pelos sofistas. Em seguida, será feita análise da revalorização dessa disciplina por Aristóteles, apresentada em sua obra Retórica como contraparte da dialética. Na segunda parte do módulo, serão analisados os conceitos de verdade e de verossimilhança, além da imagem da figura do filósofo no âmbito da obra de Luciano de Samósata.

No último módulo, agendado para 30 de outubro e para os dias 6, 13 e 20 de novembro, o professor Rodrigo Duarte, da Filosofa, vai analisar O papel dos meios de comunicação na formação dos falsos consensos à luz do conceito de Indústria Cultural, formulado na década de 1940 por Adorno e Horkheimer. Na visão do professor, as ideias dos teóricos da Escola de Frankfurt continuam válidas e particularmente úteis para explicar os fenômenos recentes da pós-verdade e das fake news.

O projeto
O nome do projeto, Filosofia na Praça, criado em 2013, foi inspirado na prática do filósofo grego Sócrates, que dialogava com toda e qualquer pessoa no espaço público do mercado e da praça, em Atenas, e dedicou sua vida ao exame de conceitos, valores e crenças ligados a todos os aspectos do conhecimento humano. Mais informações sobre o projeto podem ser consultadas na página do Espaço do Conhecimento UFMG.

Festival de Inverno UFMG traz diversidade de atrações musicais

Texto: Assessoria de Imprensa do 51º Festival de Inverno UFMG

As atividades do Festival de Inverno da UFMG se iniciam hoje, 11 de julho, com uma programação cultural diversificada. E amanhã começa uma série de atrações musicais gratuitas, voltadas para públicos mistos, incluindo shows, concertos, ópera e performances cênico-musicais, além de uma mesa-redonda sobre a memória musical de Belo Horizonte.

Realizado pela Diretoria de Ação Cultural da UFMG, o Festival de Inverno continua até 21 de julho, com uma programação extensa que, além das oficinas e residências, inclui espetáculos teatrais, concertos musicais, shows, palestras e a 1ª Jornada de Estudos sobre Patrimônio Cultural Imaterial. As atrações culturais são gratuitas, exceto algumas sessões de Planetário. A edição de 2019 busca dar visibilidade às políticas da Universidade para a área da cultura, sob o tema Memória: arte e patrimônio.

Confira a agenda de atrações musicais para o período:

12 de julho – sexta-feira

10h – Sociedade Orquestra e Banda Ramalho
Uma das mais antigas orquestras de Minas Gerais realiza um concerto nas janelas do Museu Casa Padre Toledo, em Tiradentes. Gratuito.

11h30 – Tempera Viola
Pelo projeto Poente Cultural UFMG, o trio relembra cantigas das décadas de 80 e 90, no jardim interno do Museu Casa Padre Toledo, em Tiradentes. Gratuito.

19h – Sociedade Orquestra e Banda Ramalho
Em frente ao Sobrado Quatro Cantos, em Tiradentes, uma das mais antigas orquestras de Minas Gerais entoa melodias populares. Gratuito.

13 de julho – sábado

11h – Free Jazz Quarteto
O multi-instrumentista Vinícius Mendes, idealizador do projeto NAU, e convidados realizam um concerto de improvisação livre no hall superior do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

17h – Coral Vozes de Campanhã
Pelo projeto Multiverso UFMG, o coral formado por mulheres negras que integram a Irmandade Nossa Senhora do Rosário, de Justinópolis, resgata a tradição do congado mineiro no Espaço do Conhecimento UFMG. Gratuito.

14 de julho – domingo

19h – Trio Corrente
Vencedor do Grammy na categoria de álbum de jazz latino, o grupo é considerado uma das formações instrumentais de destaque do país. O concerto será no Conservatório UFMG, dentro da solenidade oficial de abertura do 51º Festival de Inverno da UFMG. Entrada gratuita mediante retirada de senha uma hora antes do evento.

15 de julho – segunda-feira

20h – Mamour Ba – Performance vivência rítmica
O percussionista, compositor, arranjador e multi-instrumentista senegalês, Mamour Ba, mostra um trabalho totalmente autoral, com composições marcadas pela influência dos ritos e ritmos tradicionais do Senegal, com pitadas de jazz e improvisação, no auditório do Conservatório UFMG. Gratuito.

16 de julho – terça-feira

18h – Domingos Alves Corrêa e Joaci Ornelas – Apresentação de viola
Recital de viola caipira com o mestre Domingos Alves Corrêa e o músico Joaci Ornelas. O encontro dos violeiros resgata a tradição da viola caipira, presente nas tradições culturais das comunidades rurais do estado. Pátio interno do Conservatório UFMG. Gratuito.

17 de julho – quarta-feira

16h ‒ Apresentação do Centro de Memória do Conservatório UFMG e mesa Memória musical da cidade
Profissionais com diferentes visões e experiências dentro do cenário musical de Belo Horizonte compartilham seus conhecimentos e histórias para, juntos, traçarem um pouco do que é a memória musical da cidade. Convidados: Berenice Menegale, Lincoln Andrade, Mauro Rodrigues e Elias Santos. Mediador: Fernando Rocha. Miniauditório do Conservatório UFMG. Gratuito.

18h15 – Concerto comentado 1 – Apreciação de música eletroacústica
Primeiro de três concertos comentados e direcionados à apreciação de música eletroacústica, por meio da apresentação e exibição de obras clássicas e contemporâneas. Sala 3 do Conservatório UFMG. Gratuito.

20h – Performance Árias e trechos instrumentais da Ópera Tiradentes, de Manoel Joaquim de Macedo (1845–1925)
Esse drama musical narra a história da Inconfidência Mineira e a performance será realizada por pianistas, cantores, alunos e professores da Escola de Música da UFMG, precedida de uma mini palestra com a professora Patrícia Valadão. Auditório do Conservatório UFMG. Gratuito.

18 de julho – quinta-feira

18h15 – Concerto comentado 2 – Apreciação de música eletroacústica
Segundo de três concertos comentados e direcionados à apreciação de música eletroacústica, por meio da apresentação e exibição de obras clássicas e contemporâneas. Sala 3 do Conservatório UFMG. Gratuito.

20h – Damián Rodríguez Kees – Concerto Teatro Musical Contemporâneo
O pianista argentino Damián Kees, reconhecido pelo seu trabalho como compositor, instrumentista e performer, utiliza uma linguagem pessoal com a qual tem apresentado seus trabalhos e composições em concertos e festivais de vários países da Europa e América. Hall superior do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

20h – Quinteto Villa-Lobos
Criado em 1962, o Quinteto apresenta um concerto de música de câmara brasileira, ao mesmo tempo em que amplia seu repertório por vários gêneros. O grupo já se apresentou em países como Alemanha, França, Jerusalém, Portugal, México, Eslovênia, entre outros. Auditório do Conservatório UFMG. Gratuito. Entrada gratuita mediante retirada de senha uma hora antes do evento.

19 de julho – sexta-feira

18h15 – Concerto comentado 3 – Apreciação de música eletroacústica
Último de três concertos comentados e direcionados à apreciação de música eletroacústica, por meio da apresentação e exibição de obras clássicas e contemporâneas. Sala 3 do Conservatório UFMG. Gratuito.

20h – Rufo Herrera e Otto Hanriot – Bandonéon Concerto
O argentino Rufo Herrera convida Otto Hanriot para um concerto de bandonéon. No repertório, composições de sua autoria, transcrições de obras de J. S. Bach, versões da obra de Astor Piazzolla e outros autores. Auditório do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

20h – Ricardo Aleixo – Leitura-concerto Voco invoca Dadá no tempo da avacalhação
Concebida e regida pelo poeta-músico Ricardo Aleixo, a apresentação reúne poemas sonoros produzidos por artistas ligados ao movimento dadaísta. Pátio do Conservatório UFMG. Gratuito.

O Festival encerra as atividades integrando a programação da Virada Cultural de BH, nos dias 20 e 21.

20 de julho – sábado

20h – Ars Nova – Concerto de 2 em 2: um breve passeio pela história da música coral
O Coral da UFMG fará um breve passeio pela história da música, mostrando a diversidade e a qualidade do canto coral. Auditório do Conservatório UFMG. Gratuito.

20h – Dona Jandira – Show em Homenagem a Clara Nunes
Acompanhada da banda, Dona Jandira sobe ao palco para prestar uma homenagem a uma das maiores intérpretes da música brasileira: Clara Nunes. Auditório do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

21h30 ‒ Performance Quartas de Improviso
Matthias Koole e Henrique Iwao convidam Marina Cyrino e 1mpar para uma noite de improvisação livre. Os músicos-artistas trabalham no limiar entre música e artes visuais. Pátio do Conservatório UFMG. Gratuito.

Os shows de encerramento do 51º Festival de Inverno UFMG – Choro do Jura e Velha Guarda do Samba de BH – terão distribuição de senhas 30 minutos antes da primeira apresentação.

21 de julho – domingo

11h – Choro do Jura
Considerado um dos expoentes do choro em Belo Horizonte, o grupo irá apresentar um repertório que inclui composições próprias, músicas de outros artistas e clássicos, como Pixinguinha e Jacob do Bandolim. Pátio do Centro Cultural UFMG. Gratuito.

13h30 – Velha Guarda do Samba de BH
Com repertório rico em referências culturais, o show representa o samba mineiro como verdadeiro patrimônio imaterial da humanidade. O grupo reúne personalidades importantes da história do samba de Belo Horizonte e região.

Acompanhe a página do Festival de Inverno da UFMG e fique por dentro da programação completa: https://www.ufmg.br/festivaldeinverno/

Redes Sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/festivalufmg/

Instagram: https://www.instagram.com/festival_ufmg/

Serviço:

51º Festival de Inverno UFMG

11 a 21 de julho


Locais: Centro Cultural UFMG (Av. Santos Dumont, 174 – Centro), Conservatório UFMG (Av. Afonso Pena, 1534 – Centro), Espaço do Conhecimento UFMG (Praça da
Liberdade, 700 – Funcionários) e Campus Cultural UFMG em Tiradentes.

Realização: Diretoria de Ação Cultural da UFMG

Centro Cultural UFMG inaugura exposição fotográfica em comemoração aos seus 30 anos

Centro Cultural UFMG convida para a abertura da exposição “Centro Cultural UFMG – 30 anos”, sábado, dia 13 de julho de 2019, às 10 horas. A entrada é gratuita e integra a programação do 51º Festival de Inverno da UFMG.

Por meio de uma linha do tempo, a mostra resgata a memória do imponente sobrado que há três décadas abriga o Centro Cultural UFMG. As fotografias e textos rememoram a sua construção, no final do século XIX, quando a capital mineira dava início ao processo de urbanização, até os dias atuais, como espaço respeitável da Universidade, que se destaca pelo valor histórico, artístico, cultural e de desenvolvimento do estudo e da pesquisa. A curadoria foi idealizada por Camilla Borges, sob a coordenação do professor da Escola de Belas Artes da UFMG e diretor do espaço Fabrício Fernandino.

A exposição traz os principais fatos da história desse edifício centenário, que foi projetado para ser um hotel, em um cenário de efervescência urbana. O imóvel foi concebido para acolher a circulação de pessoas que chegavam a Estação Central da Cidade, principal porta de entrada da nova capital mineira. Inaugurado em 1906, o sobrado já abrigou o Quartel do 2º Batalhão de Brigada Policial do Estado de Minas Gerais, a Junta Comercial de Minas Gerais, o Registro Militar do Ministério da Guerra, a Escola Livre de Engenharia de Belo Horizonte, o Instituto de Eletrotécnica da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais e, desde 1989, abriga o Centro Cultural UFMG.


Foto: Prof. Danilo Amaral

Exposição “Centro Cultural UFMG – 30 anos”
Abertura: 13 de julho de 2019 | às 10 horas
Terças a sextas de 10h às 21h
Sábados e domingos de 10h às 18h
Espaço Memória
Entrada gratuita

Serviço
Centro Cultural UFMG
Av. Santos Dumont, 174 – Centro
Belo Horizonte – MG
(31)3409-8290
https://www.facebook.com/centroculturalufmg
Confira a programação completa do 51º Festival de Inverno da UFMG: https://www.ufmg.br/festivaldeinverno/