Curso a distância da UFMG capacita profissionais para elaboração de projetos sociais

Fonte: Assessoria de Imprensa da UFMG

O Centro de Capacitação e Pesquisas em Projetos Sociais (Cecaps) da UFMG ofertará, de 13 de abril a 30 de maio, um curso de extensão a distância em Elaboração de Projetos Sociais. As aulas serão on-line serão disponibilizadas 24 horas ao dia por meio da plataforma Moodle UFMG. Os interessados devem se inscrever até o dia 8 de abril, por meio do link: http://conveniar.ipead.com.br/eventos/Forms/Servicos/EventoDados.aspx?action=153

Com o objetivo de qualificar profissionais para a elaboração de projetos sociais, o curso é voltado para profissionais que trabalhem na área de Assistência Social, gestores públicos, psicólogos, sociólogos, educadores e profissionais oriundos de quaisquer áreas do conhecimento. Ao final das aulas o aluno deverá dominar todas as etapas da elaboração de um projeto social e receberá um certificado oficial da UFMG.

Serão abordados os seguintes tópicos: conceitos básicos – proposição de um tema para um projeto a ser construído; metodologia de elaboração; construção da relação entre as causas do problema central do projeto; ações de intervenção, diagnóstico socioeconômico e marco lógico; construção da versão final do projeto contendo todas as suas etapas.

Outras informações na página de Facebook do curso.

A UFMG e o Coronavírus

A pandemia do SARS-CoV-2, o novo coronavírus responsável pela doença Covid-19, exige de todos compromisso com a saúde pública. Por isso, cuidados individuais e coletivos devem ser observados. É importante a orientação correta sobre os cuidados efetivos para evitar tanto a negligência como o pânico desnecessário.

Essa também é a responsabilidade da UFMG, instituição na qual circulam, diariamente, cerca de 60 mil pessoas, entre estudantes, servidores públicos e terceirizados, além da comunidade que frequenta os espaços e eventos da Universidade. Por ora, como recomendam o Ministério da Saúde do Brasil e a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), aulas, eventos e demais atividades estão mantidas. A Universidade definiu um fluxograma para procedimento em casos suspeitos.

A UFMG assume também o seu papel na produção e divulgação de conhecimento científico, tanto coordenando ações articuladas que promovam o desenvolvimento de pesquisas relacionadas ao novo coronavírus, quanto disponibilizando informações confiáveis e verificadas sobre o assunto. Mais informações na página da UFMG sobre a doença.

Convocatória de Arte Postal

Texto: Divulgação

Em junho de 2020, a Escola de Belas Artes da UFMG vai receber uma exposição de arte postal com participação aberta a todos! A arte postal é uma prática em que artistas e não-artistas se apropriam dos correios (e agora também da internet) para trocar imagens, ideias e pensamentos de forma direta e horizontal. Fazer arte postal pode incluir quase qualquer tipo de correspondência: da poesia a fotografia, da colagem a pintura, da carta em texto corrido a objetos. Por isso, é comum que artistas postais sejam pessoas que normalmente não fazem projetos artísticos afora esses. Ou seja, é simplesmente sobre aproximação e compartilhamento! Os únicos trabalhos que não serão expostos em junho serão aqueles que ferirem os direitos humanos.

O nome escolhido para a convocatória pretende opor verbo e substantivo, revólver (arma de fogo) e revolver (revirar, tirar do lugar, bagunçar), em uma exposição onde todos os trabalhos recebidos estarão sobrepostos em mesas para que próprio o público possa manipulá-los. Os trabalhos serão aceitos até o dia 1 de junho nos seguintes endereços:

Re-volver

Caixa Postal 5703

Belo Horizonte – MG

31275-000

ou revolverarte@gmail.com

Festival de Verão UFMG divulga oficinas de sua programação associada

Texto: Assessoria de Imprensa do 14º Festival de Verão da UFMG

A Diretoria de Ação Cultural da UFMG, em parceria com o Circuito Municipal de Cultura | Belo Horizonte, divulga duas oficinas que integram a programação associada do 14ª Festival de Verão UFMG. Criando um teaser: soluções para editar vídeos de divulgação no celular e Produção na Prática são gratuitas, abertas ao público e acontecerão no Centro de Referência da Juventude (Rua Guaicurus, 50). Os interessados devem se inscrever até o dia 28 de janeiro, pelo formulário disponível no link: http://bit.ly/37jLmuO. A organização e a seleção de participantes serão realizadas pelo Circuito Municipal de Cultura, que também será responsável pela divulgação dos selecionados, no dia 30 de janeiro.

A proposta Criando um teaser: soluções para editar vídeos de divulgação no celular busca auxiliar artistas e produtores culturais na edição de pequenas produções audiovisuais, usando apenas o celular. Ao final da oficina, cada participante terá criado um pequeno vídeo do seu produto para postar nas redes sociais e terá noções básicas dos conceitos de edição de vídeo. A oficina será ofertada nos dias 4 e 5 de fevereiro, das 19h às 21h30.

Já a oficina Produção na prática oferece um consistente aparato técnico, prático e teórico, capacitando o aluno para promover a integração entre a criação artística e os processos inerentes à produção cultural. A oficina proporcionará conhecimento teórico e prático em produção cultural, visando a democratização de bens artísticos e culturais. A atividade acontecerá nos dias 3 e 5 de fevereiro, das 19h às 21h30.

O Circuito Municipal de Cultura é uma realização da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, da Fundação Municipal de Cultura e do Centro de Intercâmbio e Referência Cultural (CIRC). O 14º Festival de Verão UFMG é uma realização da Diretoria de Ação Cultural da UFMG e acontece entre os dias 3 e 6 de fevereiro, com programação no Centro Cultural UFMG, no Centro de Referência da Juventude e no Espaço do Conhecimento UFMG. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

Outras informações sobre o Festival de Verão UFMG no site e no Facebook.

14º Festival de Verão UFMG – CorpoCidade – 3 a 6 de fevereiro de 2020

Criando um teaser: soluções para editar vídeos de divulgação no celular
Data: 4 e 5 de fevereiro
Horário: 19h – 21h30
Local: Centro de Referência da Juventude (Rua Guaicurus, 50, Centro ‒ Belo Horizonte)

Produção na prática
Data: 3 e 5 de fevereiro
Horário: 19h – 21h30
Local: Centro de Referência da Juventude (Rua Guaicurus, 50, Centro ‒ Belo Horizonte)

14º Festival de Verão UFMG divulga agenda de eventos culturais

Texto: Assessoria de Imprensa da UFMG

A 14ª edição do Festival de Verão UFMG será realizada entre os dias 3 e 6 de fevereiro, no Centro Cultural UFMG (Avenida Santos Dumont, 174, Centro) e no Centro de Referência da Juventude (Rua Guaicurus, 50, Centro). Durante esses quatro dias, o público da capital pode conferir uma intensa grade de programação, com aulas abertas, apresentações teatrais, espetáculos de dança, exposições, performances, entre outras. Todas as atividades são gratuitas, sem necessidade de inscrição prévia, porém a lotação é sujeita à capacidade dos espaços. Toda a programação estará disponível no endereço: http://www.ufmg.br/festivaldeverao.

Neste ano, o Festival de Verão UFMG, que é realizado pela Diretoria de Ação Cultural da UFMG, convidou o Centro de Referência da Juventude para uma parceria inédita, que resultou na temática CorpoCidade. Toda a programação foi inspirada na diversidade de movimentos sociais e culturais protagonizados pela juventude da capital e que se manifestam na região do Baixo Centro da cidade.

Dessa forma, a agenda cultural desta edição contempla questões pertinentes ao universo urbano, que passam pelo slam, pelas danças urbanas e o teatro, além de bate-papos sobre as cenas de rap e funk na cidade, ações afirmativas, corpo, cidade e carnaval, entre outras.

A abertura do Festival começa no dia 3, às 18h30, com o pocket show Dona Jandira comemora 15 anos de carreira. Em seguida, será realizada a inauguração da exposição Movências, composta por trabalhos de 15 jovens artistas que atuam na Zona Cultural da Praça da Estação. Ambas atividades acontecem no Centro Cultural UFMG. Mais tarde, às 19h30, no Centro de Referência da Juventude, haverá a apresentação LAVA, criação coreográfica de Thiago Granato, resultado da residência de criação coreográfica com o artista e integrantes do Ballet Jovem Minas Gerais (formado por egressos do Ballet Jovem Palácio das Artes), ex-integrantes da Cia SESC de Dança e artistas de dança da cidade selecionados por edital. A atividade é desenvolvida em parceria com o Verão Arte Contemporânea 2020.

Devido à grande procura, as vagas para as oficinas desta edição se esgotaram em poucos dias. As inscrições para algumas oficinas permanecem abertas para cadastro de lista de espera, contudo não há garantia da abertura de novas vagas. Mas o público pode conferir as aulas abertas, rodas de conversa e demais atividades que não precisam de inscrições prévias.

Teatro

No dia 4 de fevereiro, a Companhia Negra de Teatro apresenta o espetáculo Chão de Pequenos, que discute intolerância e preconceito por meio da história de dois jovens abandonados por suas famílias. O espetáculo será às 19h, no auditório do Centro Cultural UFMG.

No dia 5, o Grupo de Teatro Mulheres de Luta, formado por moradoras da Ocupação Carolina Maria de Jesus, apresenta o espetáculo AntígonaS. O grupo usa do mito grego de Antígona para fazer uma alegoria da luta prioritariamente feminina contra as injustiças e em defesa da dignidade. A peça será apresentada às 19h, no Centro Cultural UFMG.

Atrações culturais

O Sarau De Quebrada será realizado no dia 5, às 20h, no Centro de Referência da Juventude, com organização de membros do Slam das Manas. A proposta é reunir poetas de toda a Região Metropolitana, que usam seus corpos e suas vivências para expressar sua arte através da palavra. O evento é aberto a todos que queiram compartilhar suas poesias com o público.

No dia 6, às 20h, no Centro de Referência da Juventude, acontece o Verão Vogue Bailão, uma celebração à cultura Ballroom, surgida nas comunidades LGBTQI, negras, latinas e periféricas de Nova Iorque dos anos 80. O bailão terá batalhas individuais e em grupo de Vogue e Runway (passarela). Na categoria Pixo/Grafite, os participantes terão que transpor a força dessas expressões urbanas em seus looks. Já na categoria Tag Team Performance, cada dupla ou grupo terá 10 segundos para apresentar uma coreografia que unirá vogue e passinho malado. Durante o intervalo do evento, haverá a apresentação da performance A urgência da ineficiência – o corpo disponível, desenvolvida pelo bailarino e coreógrafo Tuca Pinheiro.

Exposições

No Centro Cultural UFMG, a exposição Movências revela o talento de 14 jovens artistas de Belo Horizonte que integram ações artísticas e culturais no entorno da Praça da Estação. São trabalhos das áreas de fotografia, performance, escultura, ilustração, pintura, instalação, entre outras linguagens artísticas, sob curadoria de Wilson de Avellar.

Também estarão abertas para visitação no Centro Cultural UFMG as exposições Dona Jandira: 81 anos de vida, poesia e música, que homenageia a vida e obra da cantora, Territórios Populares, que propõe um olhar sobre as narrativas e disputas no hipercentro expandido de BH, e Epistemologias Comunitárias: Arte contemporânea e autoria negra, que apresenta as obras e os processos criativos de 16 artistas negros e negras de Belo Horizonte.

Já a exposição Mundos Indígenas revela as vivências plurais de aldeias do país e estará aberta no Espaço do Conhecimento UFMG. Nos dias 4, 5 e 6 acontecerão visitas mediadas à exposição.

Rodas de conversa

Diariamente, convidados especiais e público dialogam sobre questões que afetam a juventude e a diversidade que habitam a cidade. As conversas serão realizadas no Centro de Referência da Juventude, com entrada franca:

– 03/02, às 15h30 – Saúde mental e juventude virtual: gênero, raça e subjetividades;
– 04/02, às 15h30 – Pop político: funk e rap em Belo Horizonte;
– 05/02, às 13h30 – Corpos, cidade e carnaval: narrativas visuais e políticas;
– 05/02, às 15h30 – Relações de gênero, sexualidades e cuidados com a saúde;
– 06/02, às 15h30 – Superando o racismo e a transfobia: Ações afirmativas e permanência na Universidade.

Além das Rodas de Conversa, o Trocando ideia com a galera da PrEP 15-19 será um momento de conversa livre e acolhimento sobre os métodos de prevenção ao HIV/AIDS e demais Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e orientação ao acesso às redes de acolhimento. A conversa acontecerá no dia 5 de fevereiro, às 18h, no Centro de Referência da Juventude.

Aulas abertas

A programação conta ainda com três Aulas Abertas de Danças Urbanas. Elas acontecem sempre às 18h, no Centro de Referência da Juventude. As atividades são:

– 04/02 – Danças Urbanas/Funk com Ohana Lefundes;
– 05/02 – Danças Urbanas/Danceball com Marcelo Mendes;
– 06/02 – Danças Urbanas/Passinho com Dudu Sorriso.

14º Festival de Verão UFMG – CorpoCidade

Data: 3 a 6 de fevereiro

Locais: Centro Cultural UFMG (Av. Santos Dumont, 174, Centro ‒ Belo Horizonte) | Centro de Referência da Juventude (Rua Guaicurus, 50, Centro ‒ Belo Horizonte)

http://www.ufmg.br/festivaldeverao

www.facebook.com/festivaldeverao

Exposição Brasilidade na UFMG tem bate-papo com o artista

Texto: Assessoria de Imprensa da UFMG

A exposição Brasilidade, do artista plástico Rincon, foi inaugurada no último dia 5 e pode ser visitada até 23 de agosto, no Espaço Arte-Educação, da Faculdade de Educação (FaE) da UFMG, campus Pampulha. O acesso é gratuito e a visitação ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h. O bate-papo com o artista, que estava marcado para esta terça-feira, dia 13, foi adiado para 20 de agosto, às 19h, no local da exposição.

As pinturas, fotografias e instalações do artista, que trabalha os elementos pictóricos e suas interações, visam construir imagens com potencial de expressar sentimentos e comportamentos do cidadão brasileiro, advindos do elo entre sua vida social e suas relações políticas. A mostra busca conduzir o público a observar as condições nas quais os personagens estão inseridos nas pinturas e, a partir dessa observação, intensificar os questionamentos sobre a própria identidade.

Sobre o artista

O artista Guilherme Rincon Amora é natural de Belo Horizonte. Bacharel em artes visuais/pintura pela Escola de Belas Artes da UFMG, formado em 2019, cursa licenciatura no mesmo curso.É bolsista da Pró-Reitoria de Extensão, onde integra o grupo de professores em formação do Centro Pedagógico da UFMG e vivencia a docência de arte para os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Também é coordenador adjunto do projeto de extensão Voos do Proemja, que busca desenvolver a formação dos sujeitos pelo viés da cultura e do lazer.